sexta-feira, 28 de abril de 2017

Os municípios de Ji-Paraná e Vilhena recebem oficina gratuita através do Sesc Dramaturgia

Mestre e Doutora, Isabel Penoni
O Sistema Fecomércio através do Sesc, irá desenvolver a primeira edição de 2017 do “Sesc Dramaturgia – Leituras em Cena”, a ação contempla a oficina “Espessuras do Real – Investigações Sobre Margens, Memória e Política”, que será ministrada pela Diretora de teatro, cineasta e antropóloga, Isabel Penoni. Sesc Dramaturgia é desenvolvido anualmente com objetivos estimular a leitura de textos teatrais, nacionais e estrangeiros; incentivar a prática da leitura em voz alta; apoiar a pesquisa dramatúrgica; provocar a reflexão e o debate sobre a importância e o papel da dramaturgia no teatro contemporâneo; propiciar o intercâmbio entre artistas de teatro, pesquisadores, formadores de opinião e público em geral. 

A oficina da Mestre e Doutora, Isabel Penoni, irá trabalhar a tese em relação aos imigrantes e refugiados e as questões políticas que os envolvem, como as tensões e afetos com os quais estes têm que lidar nas grandes cidades, entendendo também essas cidades como um espaço de resistência coletiva e de convívio com a diversidade. Durante a oficina serão abordados os atravessamentos entre ator e personagem, vida, teatro, o real e a ficção. Serão desenvolvidos também, exercícios de composição cênica e dramatúrgica, improvisações e jogos, que servirão como instrumento na descoberta da temática do curso.  

A oficina gratuita em acontece em duas etapas.  a primeira será período de 3 a 6 de maio e a segunda do dia 31 de maio a 6 de junho em Ji-Paraná e 8 a 11 de maio e de 5 a 8 de junho em Vilhena, nas unidades do Sesc. É importante destacar que o participante tem que estar presente nas duas etapas. Os interessados poderão se inscrever através do e-mail - sescjipa@gmail.com, ou tel. (69) 3422 2414 ou na própria unidade, que é localizada na Av. Dois de Abril, 1950, bairro Dois de Abril em Ji-Paraná. Em Vilhena a inscrição pode ser efetuada através do tel. (69) 3321-2088 ou na Unidade do Sesc localizado na av. Sabino Bezerra de Queiroz, 3665, Setor Jardim América.  

* Para participação na oficina é obrigatório o uso de vestimenta adequada a atividades práticas.

Empresas comerciárias de Porto Velho participarão do Jocom


O esporte é uma atividade que pode ser desenvolvida de forma individual ou coletiva, através de um jogo ou qualquer outra pratica que demande a execução de um exercício físico, tornando-se uma ótima opção para as pessoas adquirirem hábitos mais saudáveis, entretanto não é isso que ocorre, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, pelo menos 70% dos trabalhadores no Brasil não se exercitam regulamente, um resultado preocupante e bastante elevado. São dados como estes que fazem com que o Sesc trabalhe a cada dia atuando no meio físico-esportivo, desenvolvendo de maneira dinâmica e atrativa atividades como basquete, fustsal, futebol, natação, vôlei, taekwondo, judô, academia e outros. Com a propósito de reafirmar o compromisso da instituição com o bem estar físico coletivo, foram criados projetos específicos a esta finalidade, tal como os Jogos dos Comerciários – JOCOM, que traz um mix, de todas as modalidades esportivas desenvolvidas na instituição, tonando-se não só uma maneira recreativa para a pratica de atividades físicas, como também um meio de identificação por parte dos participantes em cada modalidade, vez que oportuniza a cada um deles a experiência em práticas desportivas diversificadas, gerando assim afinidade em determinadas modalidades e incentivando a adesão a estas.

Como forma de consolidar a proposta da Instituição será desenvolvida a 35ª edição dos jogos esportivos voltados para o trabalhador do Comércio do Estado de Rondônia, O Jocom.  O primeiro contato com as empresas será no dia 27 de abril, às 20h, no Sesc Esplanada, durante o congresso técnico, quando serão discutidas regras e informações importantes sobre as competições e sorteio das empresas.

Abertura oficial será dia 1 de maio, às 8h, no Sesc Campestre, com a largada da corrida do comerciário, final Copa Sesc, enduro a pé, torneio de Sinuca, atividade recreativa como Forró do Comerciário e apresentação de todas as empresas participantes que estarão competindo nas modalidades basquetebol, futebol Society, futsal, vôlei de quadra e vôlei de areia, handebol, natação, tênis de mesa, xadrez, dama, dominó e sinuca. As atividades individuais e coletivas serão realizadas nas unidades do Sesc Esplanada e Campestre em um sistema de disputa que será baseado no número de equipes inscrita em cada modalidade, tendo como opção eliminatória simples, rodízio de chaves e eliminatória. 

A Premiação dar-se-á da seguinte forma: Do campeão ao 6º colocado serão oferecidos troféus, medalhas e pontos definidos de acordo com a sua classificação conforme edital, definida a premiação, campeão geral (somatório de pontos de todas as modalidades) será de R$ 3.000,00 e para o vice-campeão R$ 1 mil, Campeão da modalidade de Futebol Society Masculino R$ 500,00 e Vice-Campeão da modalidade de Futebol Society Masculino R$ 300,00. 



Comunicado sistema Fecomércio-Sesc-Senac-IFPE


quinta-feira, 27 de abril de 2017

Sesc desenvolve ações gratuitas para comunidade da Zona Sul de Porto Velho

Sesc promove ação comunitária na zona zul de Porto Velho

Os moradores que residem na Zona Sul de Porto Velho poderão participar gratuitamente das ações oferecidas pelo projeto “Sesc Comunidade”, no dia 29 de abril (sábado). Será uma tarde repleta de serviços de saúde, educação, assistência, cultura, recreação e embelezamento. A ação é uma iniciativa do Sistema Fecomércio, desenvolvida através do Sesc, e conta com a parceria do Instituto Ínvida, Fhemeron, Faculdade São Lucas, Instituto Mix, Prefeitura de Porto Velho e Associação do Bairro Floresta. A programação será realizada na Escola Escola Estadual Jesus Bulamarqui Hosannah, localizada na rua das Crianças, nº 4686, no Bairro Floresta. 

As atividades iniciarão às 14h, já com atendimento ao público de todas as idades. A criançada poderá participar de contação de história, na carreta do BiblioSesc, além de atividades especiais de odontologia que inclui, teatro de fantoches, aplicação de flúor e orientações sobre a escovação, ainda para os pequenos serão desenvolvidos festival de brincadeiras populares e sorteio de brindes. Dentro da programação acontecerão também oficinas de EVA, pintura de tecido, corte de cabelo, massagem e barbearia. 

Nas ações de saúde serão oferecidos teste de glicemia, aferição de pressão, coleta de preventivo, atendimento médico, teste de hepatite, e serviços odontológicos. Também ligado a Saúde, Fundação Hemeron-Banco de Sangue irá aproveitar a oportunidade para orientar a população sobre a importância da doação de medula óssea e realizar cadastro de futuros doadores. Outra novidade do Sesc Comunidade é a triagem fonoaudióloga que os acadêmicos da Faculdade São Lucas sobre supervisão do seu corpo docente irão realizar durante o evento. A Secretaria Municipal de Assistência Social de Porto Velho - Semas parceira do Sesc também desenvolverá cadastro no Cadúnico (Cadastro Único do Governo Federal). No decorrer da tarde serão realizadas também inscrições para o casamento comunitário que acontecerá na 2ª edição do Sesc Comunidade, em julho. 

A Ação Comunitária consiste em atos destinados a promover o desenvolvimento social, econômico e cultural das comunidades, incentivando à participação e a integração comunitária, por meio da atuação do Sesc com a comunidade e do estabelecimento de parcerias com outras instituições. “O momento também é oportuno para agradecer o apoio de todos que atuaram como coadjuvantes no sucesso do nosso projeto, ” fala Raniery Araújo Coelho, presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac-IFPE. 


quarta-feira, 26 de abril de 2017

Musical percussivo “Sons de Beira” neste sábado no Sesc Esplanada

Foto de divulgação
Dando início a projetos renomados do Sesc, neste sábado (29), a partir das 20h,  será realizado “Sons de Beira”, um espetáculo musical percussivo construído através dos resultados de pesquisas sonoras realizadas nas vivências em ambientes beradeiros, nos qual apresenta um conjunto de timbres e ritmos do cotidiano amazônico pela manipulação de objetos e instrumentos diversos, construindo paisagens sonoras que estimulam sensações peculiares a esse universo e promovem o resgate de memórias auditivas de beiras de rios com seus mitos, lendas, causos, afazeres cotidianos, ofícios e brincadeiras. 

É eminente o agrego cultural, uma vez que todos os ritmos serão executados pelos experientes artistas Bira Lourenço, e Catatau Batera. Bira é percussionista, e atua como professor de percussão em projetos educacionais direcionados a alunos de escolas públicas, portadores de necessidade educacionais especiais; na formação professores e ressocialização de apenados e egressos do sistema penal; tem participações em vários registros fonográficos de compositores locais, assim como também desenvolveu vários trabalhos associados ao Teatro, em pesquisa sobre a dramaturgia sonora, na qual resultou no show “Conceito”. Dedica-se a pesquisar sonoridades peculiares de ambientes naturais e em vivências coletivas na região ribeirinha, além de estudos percussivos com água, instrumentos de barro e objetos desfuncionalizados. 

Catatau é baterista, e tem a música como profissão, traz de suas origens nordestinas um arcabouço rítmico que explora profissionalmente há mais de vinte anos através da percussão e bateria. Participou de gravações de CDs em estúdio e ao vivo, com grupos de gêneros diversos, além de integrar bandas em Projetos como Mostras e Festivais de Música e de shows de compositores da região. Participou da pesquisa sonora do Projeto “Conceito”, uma iniciativa que resultou em um show homônimo realizado em 2012. A pesquisa de sonoridades em objetos e instrumentos alternativos em ambientes à beira de rios conduziu à participação no Projeto Sons de Beira.

O show faz parte das programações culturais Sesc Apresenta e projeto Sesc Amazônia das Artes, e tem notável contribuição no resgate cultural nortista, e é pelo intento de propagar ainda mais essa cultura, que ele irá circular em nove estados da “Amazônia Legal” e no Piauí através da Instituição. Ainda como forma de incentivo ao acesso cultural regional, essa apresentação terá entrada gratuita com retirada do ingresso 1h antes do show. 

terça-feira, 25 de abril de 2017

Beradera Cia de Teatro inicia temporada de apresentações do espetáculo “Lete” no Sesc Esplanada

Foto de divulgação 
Nesta sexta-feira (28), às 20h, no Teatro 1 Sesc Esplanada, a Beradera Cia de teatro realizará a primeira apresentação do espetáculo teatral “Lete”. O espetáculo fará parte do circuito nacional do Palco Giratório e percorrerá 16 estados brasileiros realizando 38 apresentações através do Sesc. 

Lete, uma palavra grega que significa rio do esquecimento, que retrata muito bem o enredo do espetáculo que conta histórias reais ligadas ao rio que banha cidades do estado de Rondônia, o Rio Madeira. Lete estreou em maio de 2013 – antes da cheia histórica do rio Madeira, que ultrapassou em dois metros a última marca registrada e afogou comunidades ribeirinhas inteiras – reflete, em um ambiente ficcional, sobre os diversos ciclos migratórios que moldaram a cidade de Porto Velho, culminando com o ciclo das usinas hidrelétricas. 

Quatro atores – narradores se revezam durante espetáculos em mais de vinte personagens para retratar dramas como prostituição, marginalização, degradação da natureza, entre outros sofridos ao longo da história do estado de Rondônia. “Lete, estendem-se para além das fronteiras do palco. Em todo caso, o grupo tem assumido os cuidados necessários para trazer legitimidade a esta representação de modo a realizar uma obra que seja importante para este grupo social. Um trabalho ativo de valorização e empoderamento da memória. Para a Beradera Companhia de Teatro, o palco não é apenas o terreno estético da representação. O palco é uma extensão da vida”, fala Rodrigo Vrech, diretor do Lete.

Beradeira Companhia de Teatro
Surgiu em 2013 a partir do processo de criação do espetáculo “Lete”, vencedor do Prêmio Myriam Muniz de Teatro 2012. Paralelamente ao espetáculo, o diretor do grupo, Rodrigo Vrech, desenvolve um trabalho de formação através da Oficina de Teatro Porto Velho, que iniciou no segundo semestre de 2013 e segue já em seu terceiro período, tendo alcançado mais de cem alunos até o momento. 

Postagens populares (5 mais recentes)