terça-feira, 20 de setembro de 2016

Espetáculo Jacy terá recursos de audiodescrição e Libras nesta quarta-feira no Palco Giratório

Foto: Vlademir Alexandre
O Palco Giratório, reconhecido no cenário cultural brasileiro como um importante projeto de difusão e intercâmbio das Artes Cênicas, intensifica a formação de plateias a partir da circulação de espetáculos dos mais variados gêneros. Este ano, Florianópolis (SC), Paraty (RJ), Manaus (AM) e Porto Velho (RO) receberão o espetáculo “JACY”, do Grupo Carmin de Teatro (RN), com recursos de acessibilidade comunicacional, audiodescrição e Libras da VouVer Acessibilidade.

O serviço de audiodescrição é realizado por um profissional capacitado e consiste numa técnica de tradução intersemiótica que tem por objetivo transformar o que é visto em palavras por meio de uma descrição objetiva dos elementos visuais, preferencialmente nos intervalos silenciosos da cena. Além do audiodescritor, responsável por elaborar o roteiro e realizar a narração durante a apresentação do espetáculo, temos na equipe de preparação um consultor com deficiência visual, responsável por ajudar e validar as escolhas tradutórias realizadas. No dia da apresentação acessível, o audiodescritor ficará na cabine do teatro, e o público-alvo da audiodescrição receberá equipamentos receptores e fones de ouvidos para recepção da audiodescrição. Serão distribuídos 30 equipamentos.

Já o serviço de interpretação/tradução em libras é realizado por um intérprete que domina o sistema de sinas da Libras (Língua Brasileira de sinais). Os sinais originam-se da combinação entre a forma, o movimento das mãos e do ponto no corpo ou no espaço onde esses sinais são feitos. Durante o espetáculo, o intérprete, normalmente, fica na lateral do palco.

O espetáculo contemplado com o serviço é “Jacy” do grupo Carmim do Rio Grande do Norte, que se apresenta às 19h, no Teatro 1 do Sesc Esplanada. O espetáculo, narra a história de uma mulher chamada Jacy, que viveu em Natal durante a Segunda Guerra Mundial, mudou-se para o Rio de Janeiro durante um tempo e retornou, morrendo sozinha na capital potiguar aos 90 anos de idade. A peça é baseada em fatos reais de uma mulher que atravessou a guerra.

Na quarta também terá às 20h, no Espaço Cultural Tapiri, localizado na rua Franklin Tavares, 1353, no bairro pedrinhas a apresentação do espetáculo “Pequenas Violências,-Silenciosas e cotidiana” da CIA Stravaganza do Rio Grande do Sul.  O espetáculo relata um fato corriqueiro e aparentemente sem maior gravidade: um atropelamento no qual não há vítimas fatais.


O Palco Giratório está semana entra em reta final, haverá ainda apresentação de quatro espetáculos, uma oficina, duas intervenções e dois pensamentos giratórios (mesa redonda). Detalhes e programação diária no blog: sescro.blogspot.com.br, instagram: SescRO, Facebook: PalcoGiratório RO e site da Fecomércio RO. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog do Sesc Rondônia tem por prioridade divulgar as ações e processos da instituição dando respostas a respeito da programação de eventos e outros, não sendo o canal administrativo para o recebimento de reclamações oficiais, reservando-se ao direito de não publicar mensagens que em sua essência contenham mensagens de cunho injurioso ou com linguagem depreciativa. Os usuários ou outros que desejarem fazer reclamações formais ao Sesc poderão entrar em contato com a administração regional em Porto Velho/RO e encaminhar suas considerações.

Postagens populares (5 mais recentes)