terça-feira, 28 de julho de 2015

Sesc apresenta: 4ª Mostra de Cinema Documentário – Realidade e Ficção: qual a fronteira?

A Mostra de Documentários, parceria do Sesc e CineOca, chega a sua quarta edição. A proposta da Mostra é oferecer ao público acesso a outras formas de construção do discurso cinematográfico que são pouco contempladas nas salas de cinema comerciais. A programação será realizada no período de 28 a 31 de julho, com entrada gratuita, no Sesc Esplanada.

As obras que compõem a programação dessa Mostra são: filme “Diário de uma busca”(2012) conta com a direção de Flavia Castro; “César deve morrer” (2013) uma produção italiana de Paolo Taviani e Vittorio Taviani; "O Céu Sobre os ombros” (2010) de Sérgio Borges,  e na ultima exibição da Mostra, a produção alemã de Wim Wenders, "Pina (2011)".

No final das sessões uma oficina sobre Cineclubismo com Malu Calixto. A oficina será realizada em três etapas onde abordará aspectos como história, programação e debate, temas essenciais para discutir essa modalidade de exibição, considerada pelo Ministério da Cultura como estratégica para o acesso ao audiovisual no país. “Além da discussão sobre os temas dos documentários, abordaremos um pouco da trajetória do circuito alternativo de cinema, dicas para organizar um cineclube, curadoria e o mais importante, a valorização da troca de experiências acerca da obra cinematográfica, tanto em relação às temáticas quanto à linguagem”, explicou Malu, oficineira e integrante do Cineoca desde a função do cineclube.
  
Confira a programação:
Data: 28/07
Filme: Diário de uma busca (2012)
Sinopse: O pai da diretora, Celso, morreu aos 41 anos, em Porto Alegre, em outubro de 1984. Eles tinham voltado do exílio em 1979 e antes de ver uma verdadeira democracia se instalar no Brasil, ele morreu. Foi violento, foi dramático, mas esse não é exatamente o tema do filme. A história dela, - a dos seus pais -, sempre esteve ligada ao momento político do país. Quando saiu do Brasil para o exílio, tinha 6 anos - a idade da sua filha hoje. É uma história pessoal da diretora. Tem como cenário Porto Alegre e o Rio de Janeiro. O filme se constrói pelo discurso de três gerações de 'sobreviventes'. É nisso, que se aproxima de muitos lutos que o brasil vive diariamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog do Sesc Rondônia tem por prioridade divulgar as ações e processos da instituição dando respostas a respeito da programação de eventos e outros, não sendo o canal administrativo para o recebimento de reclamações oficiais, reservando-se ao direito de não publicar mensagens que em sua essência contenham mensagens de cunho injurioso ou com linguagem depreciativa. Os usuários ou outros que desejarem fazer reclamações formais ao Sesc poderão entrar em contato com a administração regional em Porto Velho/RO e encaminhar suas considerações.

Postagens populares (5 mais recentes)