sexta-feira, 19 de setembro de 2014

SEMANA MOVE BRASIL PROMOVE ATIVIDADES FÍSICAS EM TODO PAÍS

Sesc abraça campanha e promove esporte para todos


Neste domingo (21), a partir das 19h30, na praça Aluízio Ferreira em Porto Velho, será realizada a abertura oficial da campanha MOVE Brasil. Serão diversas atrações com o objetivo de promover a prática esportiva e a realização de atividades físicas, além de possibilitar que as pessoas encontrem a modalidade com a qual mais se identificam.

A campanha que acontece em todo o Brasil tem o Sesc como “Movedor”. A Instituição que se identifica muito bem com a proposta do MOVE Brasil abraçou a ideia que irá contribuir e proporcionar uma melhoria da qualidade de vida da população.

Em Porto Velho a programação acontece em pontos estratégicos a fim de atingir o maior número de pessoas. A programação inclui aulas de kangoo jumps, taekwondo, karatê, jiu jitsu, ginástica artística, apresentação de dança e caminhada com a saída marcada do campo Florestão na zona sul e campeonato de futebol de areia com crianças de 7 a 17 anos, no ginásio Claudio Coutinho.  As ações do Move Brasil também serão desenvolvidas em Ji-Paraná, Vilhena, Presidente Médici, Ariquemes e Nova Mamoré com atividades recreativas, circuito de corrida de rua, campeonatos de futebol e passeios ciclísticos.

“O Brasil é um país sedentário. Apenas uma pequena parcela da população adere a prática esportiva. Nós do Sistema Fecomércio iremos trabalhar forte neste sentido para difundir a campanha do MOVE Brasil. Queremos mostrar para os rondonienses os benefícios do esporte em todos os aspectos e quem sabe desta forma, conseguir mensurar futuramente uma melhora na saúde e na qualidade de vida da população” destacou Raniery Araújo Coelho, presidente do Sistema Fecomércio-Sesc- Senac.

O que é o Move Brasil

O MOVE Brasil é uma campanha para promover a prática de esportes e atividades físicas e aumentar o número de brasileiros ativos até 2016. Criado em 2012, é resultado da colaboração de instituições, empresas e pessoas e tem o intuito de ser um diferencial entre outras ações do gênero. Trata-se de uma iniciativa aberta a todos, de ação permanente, com engajamento simples e objetivo de formar uma rede de parceiros para difundir sua mensagem.

Nos próximos anos, os parceiros da campanha realizarão ações conjuntas relacionadas a esporte e atividades físicas. A meta é estimular o desenvolvimento social, respeitando os direitos e a diversidade cultural, além de proporcionar melhoria na qualidade de vida do brasileiro.


Atualmente, o MOVE Brasil tem os seguintes Movedores: Serviço Social do Comércio (Sesc), Ministério do Esporte, Ministério da Saúde, Associação Cristã de Moços (ACM/YMCA), Atletas pelo Brasil, Associação Internacional de Esporte e Cultura (ISCA), Autoridade Pública Olímpica (APO), Fitness Brasil, VO2 PRO, Qualité Eventos, R4H Assessoria Esportiva, Movimenta Pará, Ginástica Brasil, Abrapefe, Corra com a Guarda (GCM de São Paulo), ABR Dance Moves, Movimental Pilates, Instituto DBike Brasil, CEV (Centro Esportivo Virtual), Lar de Maria, ACADEBio (Academia Nacional da Biodiversidade), HealthUnlocked, Juntos com Você, Shanti Shala,  ACAD (Associação Brasileira de Academias) e Confef (Conselho Federal de Educação Física).

Bailarina Angel Vianna apresenta espetáculo e participa do Pensamento Giratório nesta sexta

"Qualquer coisa a gente muda" é destaque na programação do Palco Giratório nesta sexta e sábado no Teatro 1 do Sesc Esplanada. O espetáculo traz a bailarina Angel Vianna, homenageada deste ano do Festival. 
"Qualquer coisa a gente inventa" com Angel Vianna e Maria Alice Poppe (RJ)

As bailarinas Angel Vianna e Maria Alice Poppe (RJ) apresentam um experimento coreográfico que celebra os 85 anos de Angel Vianna, dos quais 66 dedicados inteiramente à dança. A supressão é o que motiva a encenação. Esses atos de substituição formam uma narrativa construída pelo encontro entre o público e a atenção de Angel Vianna sobre o espaço cênico, sua sensibilidade, seus gestos e suas intenções. Em justaposição, a bailarina Maria Alice Poppe introduz uma dança que acrescenta volume e expansão a cena e propõe uma organização sequencial acionada pela memória imediata, um cardápio de possibilidades impulsionado pela atenção à movimentação que é construída passo a passo.

Angel está na plateia, só, o pública entra pelo acesso ao palco, as cortinas estão fechadas e eles se deparam com uma mulher, uma mesa mineira e uma cadeira. Em um certo momento as cortinas são abertas e o público encontra Angel sentada nas últimas fileiras da plateia, que está toda iluminada; ela se levanta e dirige-se para a primeira fila e observa o público ocupar seu lugar habitual .


Pensamento Giratório
Após a apresentação do espetáculo "Qualquer coisa a gente muda" acontece o debate "Pensamento Giratório" com a bailarina Angel Vianna, homenageada deste ano, onde o público é convidado a participar e a conhecer o processo criativo dos espetáculos juntamente com os artistas. Um intercâmbio entre os grupos e a plateia na troca de experiências que amplia as possibilidades de pesquisa para a execução de projetos em artes cênicas.

Espetáculos
Nesta quinta-feira (18) o grupo Magiluth (PE) apresentou “Aquilo que meu olhar guardou para você”, um mosaico com histórias cotidianas ambientadas em Porto Velho. O grupo realiza uma junção entre ficção e realidade e insere o público dentro do espetáculo o que tornando a apresentação um ambiente único em que plateia e artistas se confundem em cena.
 
"Aquilo que meu olhar guardou para você" com o grupo Magiluth (PE)
Foto: Leonardo Valério
“Aquilo que meu olhar guardou para você” foi criado há aproximadamente dois anos e surgiu do intercâmbio com um grupo de Brasília. Através do registro fotográfico são implementadas cenas e características da cidade. Em cena a discussão de sentimentos com o publico, inserindo e impactando a plateia. Com aproximadamente 120 apresentações o espetáculo traz reflexões importantes que fazem parte das escolhas de cada individuo. Saudade, despedidas, amores perdidos, amores encontrados, homossexualismo, indiferença, morte, tudo é discutido num ritmo frenético onde alegrias e tristezas se misturam.
 
"Aquilo que meu olhar guardou para você" com o grupo Magiluth (PE)
Foto: Leonardo Valério
Uma das características das duas apresentações do Magiluth foi o improviso em cena. Para o diretor do espetáculo, Luiz Fernando Marques, é muito importante essa aproximação entre artista e espectador. “Não nos interessa representar e sim presenciar. A gente quer a presença, a troca e a comunhão com o público”, explicou o grupo durante o bate papo realizado após o espetáculo. Para quem quiser conhecer mais sobre o grupo é só acessar o blog http://grupomagiluth.blogspot.com.br/


Oficinas
Nesta sexta e sábado continua a programação de oficinas realizadas durante a programação do Festival Palco Giratório. Neste final de semana o grupo Cia Pessoal de Teatro (MT) ministra a oficina "Dramaturgia da Cena". Recuperando o sentido da palavra dramaturgia, que etimologicamente significa “trabalho em ação”, a oficina trabalha com o mapeamento de emoções, sentimentos, ideias e pensamentos na ação, sendo esta o próprio pensamento/corpo/cena.
Oficina de "Dramaturgia da Cena" (MT)
Foto: Eliane Viana


Programação para sexta e sábado
Data: 19/09 e 20/09
Oficina: Dramaturgia da cena
Grupo: Cia Pessoal de Teatro (MT)
Local: Tapiri - O Imaginário - Rua Franklin Tavares, 1349 Bairro Pedrinhas
Hora: 08h às 12h

Data: 19/09 e 20/09
Espetáculo: Qualquer Coisa a Gente Muda (Dança)
Grupo: Angel Vianna e Maria Alice Poppe (RJ)
Local: Teatro 1 Sesc - Av. Pres. Dutra 4175 – Porto Velho/RO
Hora: 20h
Duração: 50 minutos
Classificação: Livre

Data: 19/09
Pensamento Giratório com Angel Viana (RJ)
Local: Teatro 1 - Sesc - Av. Pres. Dutra 4175 – Porto Velho/RO
Hora: Após o espetáculo “Qualquer coisa a gente muda”


A programação do Palco Giratório continua até o dia 28 de setembro, com entrada gratuita. A retirada de ingressos tem início uma hora antes do espetáculo.

Acompanhe também pelo Facebook (https://www.facebook.com/palcogiratorioro) e Instagram (@sescro).

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

AVISO: Alteração na Programação

Informamos que houve alteração na programação do Festival Palco Giratório. O Pensamento Giratório que seria realizado na tarde desta quinta-feira (18) com a bailarina Angel Vianna (RJ), foi adiado para sexta-feira (19/09) após o espetáculo "Qualquer coisa a gente muda", no Teatro 1 do Sesc Esplanada.


Agradecemos a compreensão.

Grupo Magiluth apresenta hoje “Aquilo que meu olhar guardou para você” no Palco Giratório


Viúva porém honesta com "Magiluth" (PE)
Foto: Leonardo Valério

Quarta-feira de risos no palco do Teatro 1 do Sesc com o grupo pernambucano Magiluth que apresentou “Viúva, porém honesta”. O espetáculo baseado na obra de Nelson Rodrigues foi marcado pela ironia e pela versatilidade do elenco composto por Erivaldo Oliveira, Giordano Castro, Lucas Torres, Mário Sérgio Cabral e Pedro Wagner. A história da viúva que se manteve em pé após a morte do marido foi contada de maneira hilária.
 
Viúva porém honesta com "Magiluth" (PE)
Foto: Leonardo Valério

Hoje o grupo apresenta o espetáculo “Aquilo que meu olhar guardou para você” a partir das 20h. Um olhar de fora para as cidades que muitas vezes ficam soterradas pelo banal. A peça desenvolve a partir das pequenas coisas, aquelas que volatizam em um piscar de olhos deixando  marcas mais profundas do que o mais grandioso gesto. O espetáculo representa o homem contemporâneo, as contradições de seus sentimentos, as formas como vive medindo o quanto se envolve com as coisas, o quanto se protege delas

“Cegos” na zona leste
A intervenção urbana “Cegos” com Desvio Coletivo (SP) encerrou sua participação no Festival Palco Giratório em Rondônia realizando performance na zona leste da Capital. Os olhares de curiosidade seguiam o cortejo em seu trajeto que fez paradas em instituições financeiras e igrejas. O momento único foi registrado pelas pessoas que acompanhavam os executivos cobertos de argila.
 
"Cegos" com Desvio Coletivo (SP) na zona leste
Foto: Eliane Viana
Para os participantes foi uma experiência inesquecível. João Seubert, ator participou e diz que adorou. “Você vai de bairro em bairro, as pessoas comentam, acham diferente, eles se deparam com essa inovação, essa interação com o pessoal”. Lúcia Mendonça também gostou “Estou adorando trabalhar com eles”. Para o ator Rafael Barros é uma experiência fantástica. “Trabalhar com as pessoas nas ruas, vestido de argila traz sentimentos variados, a expressão, as coisas que as pessoas falam são incríveis é isso que os atores de rua são propostos a ouvir.”
 
"Cegos" com Desvio Coletivo (SP) na zona leste
Foto: Eliane Viana
Priscila Toscano, uma das diretoras de “Cegos” fala da importância da inserção da intervenção urbana na programação do Festival. "O Sesc colocar a intervenção urbana no circuito das artes cênicas abre precedentes. Então pra nós artistas que só trabalhamos com isso é fundamental".


Pensamento Giratório
Hoje a partir das 15h tem debate com a bailarina Angel Vianna(RJ), homenageada deste ano do Festival Palco Giratório. O encontro acontece na Casa de Cultura Ivan Marrocos e é aberto a todos que gostam e querem conhecer um pouco mais sobre o trabalho da artista e sobre o processo de criação dos espetáculos. Angel Vianna apresenta nos dias 19 e 20 juntamente com Maria Alice Poppe o espetáculo de dança “Qualquer coisa a gente muda”.

Programação Data: 18/09 
Pensamento Giratório com Angel Viana (RJ)
Local: Casa de Cultura Ivan Marrocos – Av. Carlos Gomes - Centro
Hora: 15h às 17h

Data: 18/09
Espetáculo: Aquilo Que Meu Olhar Guardou para Você (Teatro adulto)
Grupo: Magiluth (PE)
Local: Teatro 1 Sesc - Av. Pres. Dutra 4175 – Porto Velho/RO
Hora: 20h
Duração: 60 minutos
Classificação: 16 anos

A programação do Palco Giratório continua até o dia 28 de setembro, com entrada gratuita. A retirada de ingressos tem início uma hora antes do espetáculo.


Acompanhe também pelo Facebook (https://www.facebook.com/palcogiratorioro) e Instagram (@sescro).

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Pensamento Giratório terá a homenageada Angel Vianna


Pensamento Giratório é o espaço que o Festival Palco Giratório usa para discussão das produções e processos criativos desenvolvidos por grupos de todo o Brasil. A participação da plateia nesse debate é importante porque a partir desse intercâmbio entre público e artistas é possível entender como surgem os projetos artísticos e nessa troca de impressões surgem ideias para novos desafios nas artes cênicas. Este ano a homenageada, Angel Vianna é convidada a participar do debate que será realizado nesta quinta-feira (18) na Casa de Cultura Ivan Marrocos a partir das 15h. Todos podem contribuir nesse processo artístico.
 
Intervenção Urbana na Av. 7 de Setembro
Foto: Eliane Viana
“Cegos” na Avenida Sete de Setembro
A intervenção urbana “Cegos” do Desvio Coletivo (SP) continua percorrendo as ruas de Porto Velho e chamando a atenção das pessoas. Nesta terça-feira a marcha dos executivos cobertos de argila foi realizada na Av. 7 de Setembro, zona comercial na área central de Porto Velho. O trajeto teve início na Av. Joaquim Nabuco e o encerramento foi na Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. O trajeto teve paradas nos Prédios da Receita Federal, em frente a Procuradoria Municipal, na Eletrobras Rondônia, no Prédio do Relógio, no chafariz da Praça do Baú, nas locomotivas da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, finalizando na vista para o Rio Madeira.
 
Rose Flores registra a passagem de "Cegos"
Foto: Eliane Viana
“Cegos” dá margem a várias interpretações e a ansiedade da população é grande para saber o real significado da performance. A autônoma Rose Flores mora em Rondônia há quarenta anos e diz que gostou porque chama a atenção para situações de negligência. Ela fala sobre a impressão que teve. “Eu acredito que todos nós estamos com a boca tapada, calada, porque há muitas situações desagradáveis, constrangedoras e nós não podemos fazer nada, nós temos que cruzar os braços, porque até então não tem iniciativa, a iniciativa tem que ser dos jovens”.
 
Robson Luiz não pode enxergar e toca em um dos participantes para sentir o que significa a intervenção
Robson Luiz não pode ver, mas a partir do toque em um dos integrantes do grupo sentiu e falou sobre a impressão que teve. “Eu senti que é interessante, porque eles estão numa situação como nós estamos, sem ver o que acontece ao redor, mas sentindo e observando pela audição e praticamente imobilizado, engessado de argila e as vezes como nos sentimos perante a sociedade. Hoje será o último dia  da intervenção nas ruas da zona leste da capital.



Espetáculos
A partir de um exercício de seis minutos surgiu o espetáculo “Mediatriz” apresentado pelo Núcleo do Dirceu (PI) nesta terça-feira. A apresentação mostra aos poucos a movimentação de partes do corpo. Limitados por uma cortina o público vai observando aos poucos a revelação dos corpos dos três bailarinos em cena, numa alusão que demonstra que nada permanece escondido e chega um momento em que tudo se revela. Após a apresentação o grupo conversou com a plateia explicando sobre como foi o processo de criação e ouvindo as impressões e sugestões do público. Com “Mediatriz” o grupo encerra sua participação em Rondônia.
Espetáculo "Mediatriz" - Núcleo do Dirceu (PI)
Foto: Leonardo Valério
Hoje é dia de acompanhar o trabalho do grupo Maliguth (PE), que apresentará o espetáculo “Viúva porém honesta” baseado na obra de Nelson Rodrigues.  Depois da morte do marido, Ivonete resolve virar uma mulher “honesta”, mantendo-se fiel ao finado. Uma das mais estranhas decisões de sua nova conduta é nunca mais sentar. O pai da jovem, diretor de um dos mais influentes jornais do país, resolve então convocar conceituados especialistas para solucionar o problema da filha , nessa farsa irresponsável, cheia de reviravoltas e criada por um dos maiores dramaturgos do teatro nacional.


Programação
Data: 17/09
Espetáculo:  Viúva, Porém Honesta (Teatro adulto)
Grupo: Magiluth (PE)
Local: Teatro 1 Sesc - Av. Pres. Dutra 4175 – Porto Velho/RO
Hora: 20h
Duração: 80 minutos
Classificação: 16 anos

Data: 18/09
Pensamento Giratório com Angel Viana (RJ)
Local: Casa de Cultura Ivan Marrocos – Av. Carlos Gomes - Centro
Hora: 15h às 17h

A programação do Palco Giratório continua até o dia 28 de setembro, com entrada gratuita. A retirada de ingressos tem início uma hora antes do espetáculo.


Acompanhe também pelo Facebook (https://www.facebook.com/palcogiratorioro) e Instagram (@sescro).

terça-feira, 16 de setembro de 2014

“Cegos” invade ruas de Porto Velho

Intervenção urbana "Cegos" com Desvio Coletivo (SP)

Uma cena nada comum chamou a atenção dos moradores da zona sul de Porto Velho. Numa marcha lenta, 20 pessoas desfilaram em trajes executivos pela Avenida Jatuarana. O detalhe é que estavam cobertos de argila e de olhos vendados. Impossível ficar indiferente. Comentários não faltaram. Palpites de que faria parte de uma propaganda política, campanha publicitária ou manifestação foram os mais comuns. Mas o que todos queriam saber era o que significava aquilo.
 
População curiosa acompanha a performance
Foto: Eliane Viana
Pois é exatamente esse o objetivo de uma intervenção urbana: causar o estranhamento na população e incitar o debate, o questionamento. Chamar atenção para algo que é visível a todos, mas que, com a correria cotidiana passa despercebido.
 
Última parada foi em frente ao Hospital João Paulo II
Foto: Eliane Viana
A intervenção urbana “Cegos”, do Desvio Coletivo (SP) chega a Porto Velho através do Festival Palco Giratório. Esta é a segunda vez que uma intervenção urbana é inserida na programação do Festival. A intervenção tem a participação de vinte pessoas, que participaram da oficina intervenção urbana realizada nos dias 13 e 14. O trajeto desta segunda-feira (15) na Avenida Jatuarana teve paradas específicas em frente a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Igreja Batista e Hospital João Paulo II. Mais duas intervenções estão programadas para hoje e amanhã na zona leste e zona central de Porto Velho. A  programação da intervenção foi alterada devido a chuva forte que caiu na tarde desta segunda-feira.

Espetáculos
Nesta segunda-feira foi encerramento das atividades da circulação estadual. “Do Repente” fez sua última apresentação da turnê rondoniense em Vilhena. A equipe de produção do Festival Palco Giratório se surpreendeu com o público no interior. O grupo Garajal (CE), ressaltou que em Ji-Paraná foi o maior público que tiveram durante toda a circulação do espetáculo Circo Alegria.
 
"Menu de Heróis" com o Núcleo Dirceu (PI)
Foto: Leonardo Valério
Em Porto Velho a programação continua até o dia 28 de setembro. Nesta segunda-feira foi apresentado “Menu de Heróis” com o Núcleo Dirceu (PI). O espetáculo agradou principalmente as crianças que se viram na desconstrução dos personagens em cena. Hoje o grupo volta ao palco com o espetáculo de dança "Mediatriz".


Programação
Data: 16/09
Intervenção Urbana: Cegos (SP)
Local: Av. Sete de Setembro
Hora: 15h

Data: 16/09
Espetáculo:  Mediatriz (Dança)
Grupo: Núcleo do Dirceu (PI)
Local: Teatro 1 Sesc - Av. Pres. Dutra 4175 – Porto Velho/RO
Hora: 20h
Duração: 54 minutos
Classificação: Livre

A programação do Palco Giratório continua até o dia 28 de setembro, com entrada gratuita. A retirada de ingressos tem início uma hora antes do espetáculo.

Acompanhe também pelo Facebook (https://www.facebook.com/palcogiratorioro) e Instagram (@sescro).

domingo, 14 de setembro de 2014

Sesc comemora 37 anos e o Festival Palco Giratório faz parte dessa história de sucesso


Romeu e Julieta - O encontro de Shakespeare e a cultura popular - Grupo Garajal (CE)
Foto: Leonardo Valério
Neste sábado (13), o Sesc comemorou 37 anos de atuação em Rondônia e promoveu uma grande festa no Parque da Cidade para festejar a data com a população de Porto Velho. A programação que teve início às 14h e ofertou a comunidade serviços gratuitos de corte de cabelo, palestras e entretenimento. O Festival Palco Giratório também fez parte das atividades, com o espetáculo “Romeu e Julieta – o encontro de Shakespeare e a cultura popular” do grupo Garajal (CE).
 
Romeu e Julieta - O encontro de Shakespeare e a cultura popular - Grupo Garajal (CE)
Foto: Leonardo Valério
Uma das histórias de amor mais conhecidas do escritor inglês William Shakespeare ganhou uma versão com elementos da cultura nordestina brasileira. Entre gargalhadas e aplausos o público se divertiu e se emocionou com a apresentação.
 
"A feiticeira" - Grupo MAPI (RO)
Foto: Eliane Viana
A Feiticeira
Se no Parque da Cidade o clima era festivo, no Teatro 1 uma bruma de mistério envolvia os espectadores de “A feiticeira”, monólogo do grupo Mapi (RO), encenado por Thaís Thaianara com direção de Elcias Vilar. Inspirado na obra “O retábulo da peste” do dramaturgo e cineasta sueco Ernest Ingmar Bergman, o espetáculo traz a tona o preconceito pelo que é diferente, quando uma mulher que utiliza ervas medicinais para salvar as pessoas é incompreendida e morta sendo acusada de utilizar bruxaria. 
"A feiticeira" - Grupo MAPI (RO)
Foto: Eliane Viana
A tragédia é revivida pela personagem que entre músicas conta uma história onde a intolerância vence a lógica e uma pessoa inocente é sacrificada em nome da ordem. Um cenário recorrente nos dias atuais e presente em capas de jornais e noticiários eletrônicos. Após a apresentação o grupo respondeu aos questionamentos da plateia no bate-papo. 
"A feiticeira" - Grupo MAPI (RO)
Foto: Eliane Viana
Final de semana cheio de atividades
Mas o Festival Palco Giratório vai além dos espetáculos. Prepara e incentiva aqueles que gostam e querem ingressar no mundo artístico, promovendo oficinas que despertam a curiosidade e o talento de jovens atores. Neste sábado foram ministradas duas oficinas. A primeira com o Coletivo Teatro Alfenim (PB) teve duração de seis horas.
                                                                                                               
Oficina "Intervenção Urbana" com Desvio Coletivo (SP)
Foto: Eliane Viana
Das 18h às 22h o Desvio Coletivo ministrou a oficina “Intervenção Urbana” oferecendo aos alunos outra perspectiva sobre a intervenção em espaços públicos e apresentando os representantes dessa arte no Brasil e no mundo. A oficina continua neste domingo a partir das 16h.
Participantes da oficina "Exercícios para uma cena dialética" com o Coletivo de Teatro Alfenim (PB)
Foto: Eliane Viana
As oficinas realizadas durante a programação do Festival Palco Giratório vem obtendo resultados positivos. Muitas pessoas aproveitaram a oportunidade para fazer mais de uma oficina, enquanto outras participam pela primeira vez. Caso da professora Maria Elizabeth, vice-diretora da escola João Bento da Costa que trouxe também alunos para conhecerem mais sobre artes cênicas. “É uma experiência única eu participar dessa oficina que é a primeira da minha vida, e o incentivo ao teatro a gente já vem incutindo isso nos alunos, fazendo esse trabalho pra eles”, conta a professora.

Alunos e a vice-diretora da Escola João Bento da Costa participam das oficinas oferecidas no Festival Palco Giratório
Foto: Eliane Viana
Para os oficineiros é recompensador a troca de ensinamentos que acontecem durante esses encontros. A atriz Suelen Brito, do Coletivo de Teatro Alfenim, disse que a oficina foi uma surpresa.  “É muito bom a gente encontrar jovens, pessoas realmente interessadas em fazer teatro e preocupadas em manter esse processo”, o grupo já vem ministrando oficinas em outras cidades e Suelen fala da importância dessa circulação. “Estamos indo em locais que não teríamos a possibilidade de ir se fosse pelo grupo. E a gente consegue ver não só o núcleo Rio-São Paulo, nós conseguimos ver o Brasil todo e perceber que o Brasil todo produz”.

Mostra Ji-Paraná e Circulação Estadual
Ji-Paraná recebeu neste sábado (13), o último espetáculo da Mostra. Foi apresentado o espetáculo Menu de Heróis (PI). E na Circulação Estadual, Cacoal recebeu o Lamira Artes Cênicas que apresentou “Do Repente”.

Programação
Hoje tem mais dois espetáculos: “Circo Alegria” com o grupo Garajal (CE) no Parque da Cidade e Deus da Fortuna com o Coletivo Alfenim (PB) a partir das 20h no Teatro 1 – Sesc Esplanada

Serviço
Data: 14/09
Espetáculo: Circo Alegria (Teatro de rua)
Grupo: Grupo Garajal (CE)
Local: Parque da Cidade (atrás do Porto Velho Shopping)
Hora: 19h
Duração: 50 minutos
Classificação: Livre


Espetáculo: O Deus da Fortuna (Teatro adulto)
Grupo: Coletivo de Teatro Alfenim (PB)
Local: Teatro 1 Sesc - Av. Pres. Dutra 4175 – Porto Velho/RO
Hora: 20h
Duração: 95 minutos
Classificação: 14 anos
Oficina: Intervenção Urbana
Grupo: Desvio Coletivo (SP)
Local: Sala de Treinamento/Sala de Dança - Sesc Esplanada – Av. Pres. Dutra, 4175 - Olaria
Hora: 16h às 20h

A programação do Palco Giratório continua até o dia 28 de setembro, com entrada gratuita. A retirada de ingressos tem início uma hora antes do espetáculo.
Acompanhe também pelo Facebook (https://www.facebook.com/palcogiratorioro) e Instagram (@sescro).

Postagens populares (5 mais recentes)