sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Elisa Schmidt apresenta solo “Entre Terra” no Sesc Esplanada neste final de semana


Bailarina catarinense expressa no corpo a reflexão política sobre a violência social 

A Bailarina Elisa Schmidt encerra sua turnê em Porto Velho. O solo intitulado “Entre Terra” será apresentado nos dias 15 e 16 de novembro, no Teatro 1 do Sesc Esplanada, às 20h, com entrada gratuita. A performance já foi exibida em Manaus, Belém, Boa Vista e Palmas.

Com argila, tinta e pó a bailarina vai se transformando criando e recriando passando por várias mutações. Em “Entre terra”, Elisa vasculha rastros de obscuridade da violência social e as reinscreve em cena, propondo um intervalo à ordem sancionada. A ação consiste na revelação do trauma, das deformidades, expondo uma face sombria humana, recorrente em uma história de dominações totalitárias. O trabalho foi contemplado pelo edital Funarte Petrobras de dança Klauss Vianna 2012 e Prêmio Funarte de dança Klauss Vianna 2013.

Além das apresentações tem oficinas

Elisa Schmidt ministrará a oficina “Experiências em Desfiguração”. A proposta é explorar os territórios cruzados da dança, com a performance, as artes visuais e o teatro, através da investigação do contato da argila com o corpo e rosto. Os parâmetros de pesquisa envolvem identidade e ritual introduzidos por estratégias de composição de faces para o rosto e esculturas com o corpo. Cria-se uma atmosfera limiar entre a performatividade e o ritual, na qual a desfiguração desestabiliza a figura padrão do cidadão para fazê-lo experiência outras percepções e sentidos, como o tato. São somente 10 vagas disponíveis. Os interessados devem se inscrever na Central de Atendimento no Sesc até o dia 14 de novembro.

Elisa Schmidt

Elisa Schmidt nasceu Florianópolis/SC é atriz, diretora, coreógrafa, bailarina e pesquisadora. Elisa, mestra em Teatro pela Universidade Estadual de Santa Catarina (Udesc), estuda a desfiguração a partir das obras de Olivier De Sagazan (França). É formada em Artes Cênicas pela mesma instituição, com trabalho de conclusão de curso "Vestígios de Ana Mendieta: Identidade, Erotismo e Morte".Ministra aulas de máscara de argila para estudantes de Teatro na Udesc. É idealizadora da pesquisa interfaces desfigurativas (ID) em que se pesquisa transdisciplinaridades entre dança e artes visuais.

Ficha Técnica:
Concepção: Elisa Schmidt
Intérprete-criadora: Elisa Schmidt
Produção: Sarah Pusch
Produção Belém: Rafael Soareé
Sonoplastia: Taro Löcherbach
Cenário: Clara Fernandes
Iluminação: Ivo Godois.
Fotógrafo: Eneléo Alcides
Apoio: Cenarium Escola de Dança, UNIPOP, Casa da Linguagem e SESC
Pesquisa compartilhada: Ghel Nikaido, Olivier De Sagazan e Roberto Gorgati.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog do Sesc Rondônia tem por prioridade divulgar as ações e processos da instituição dando respostas a respeito da programação de eventos e outros, não sendo o canal administrativo para o recebimento de reclamações oficiais, reservando-se ao direito de não publicar mensagens que em sua essência contenham mensagens de cunho injurioso ou com linguagem depreciativa. Os usuários ou outros que desejarem fazer reclamações formais ao Sesc poderão entrar em contato com a administração regional em Porto Velho/RO e encaminhar suas considerações.

Postagens populares (5 mais recentes)