sábado, 10 de setembro de 2011

Diz-Farsa e Sem Nexo Complexo Contam suas Trajetórias

Marcelo Fellicce - Grupo Sem Nexo Complexo

Neste sábado (10/09), das 14 às 18 horas no Cine Sesc aconteceu mais um encontro do Subsolo - Arqueologia do Teatro Portovelhense, novidade nesta edição do Palco Giratório. Os jornalistas Silvio Santos e Rose Viegas fizeram uma espécie de entrevista com os representantes dos grupos Diz-Farsa e Sem Nexo Complexo.

Ruymar Pereira, do Grupo Teatral Diz-Farsa, foi o primeiro a expor a história do grupo, detalhar sua formação e falar sobre sua trajetória em Rondônia. Relatou o trabalho que o grupo vem fazendo nas escolas municipais, principalmente com oficinas para formação e capacitação de atores e técnicos de teatro. Contou sobre os projetos atuais do grupo, como o Ponto de Cultura "Ler é um bom começo", os projetos firmados com empresas do Estado e o trabalho com teatro-educação.

Logo depois foi a vez de Marcelo Fellicce falar sobre seu trabalho com o grupo Sem Nexo Complexo e principalmente sobre o espetáculo Bizarrus, projeto que já existe há 10 anos e atingiu um público de mais de 100.000 espectadores. Marcelo contou sua experiência ao adentrar o sistema prisional e montar o projeto com os detentos do presídio Ênio Pinheiro.

O grupo acabou de voltar de São Paulo, onde apresentou Bizarrus no encontro Começar de Novo, que discutiu com empresários de todo o Brasil a questão da empregabilidade dos ex-presidiários. Marcelo citou ainda o desejo de montar novos projetos e novos espetáculos, mas comentou o problema da falta de tempo, que atualmente inviabiliza as novas produções do grupo. O espetáculo Bizarrus está em cartaz todas as sextas e sábados às 20h no Teatro do Sest Senat em Porto Velho.

A Cia de Artes Fiasco, que estava programada para hoje juntamente com os outros dois grupos, não pôde participar porque logo depois teria uma apresentação extra de seu espetáculo "O Dragão de Macaparana", e vai participar em outro encontro do Subsolo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog do Sesc Rondônia tem por prioridade divulgar as ações e processos da instituição dando respostas a respeito da programação de eventos e outros, não sendo o canal administrativo para o recebimento de reclamações oficiais, reservando-se ao direito de não publicar mensagens que em sua essência contenham mensagens de cunho injurioso ou com linguagem depreciativa. Os usuários ou outros que desejarem fazer reclamações formais ao Sesc poderão entrar em contato com a administração regional em Porto Velho/RO e encaminhar suas considerações.

Postagens populares (5 mais recentes)