quarta-feira, 11 de julho de 2018

FECOMÉRCIO FAZ PARCERIA COM TCE-RO PARA DIVULGAR “OPINE AÍ”

Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE fará campanha para estimular seu público interno, empresários e o cidadão a utilizar o aplicativo, destinado a manifestações quanto à prestação dos serviços públicos.
Na segunda-feira (9), no auditório Francisco Teixeira Linhares, o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia-FECOMÉRCIO/RO, Raniery Araujo Coelho, recebeu uma equipe do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO), liderada pelo técnico Massud Badra Neto, para apresentar uma novidade tecnológica que tem apoio e participação do Poder Judiciário de Rondônia. Trata-se do aplicativo "Tô no Controle - Opine aí", que integra o portal Tô no Controle. Voltado ao cidadão, possibilita sua atuação de modo ainda mais ativo no controle dos gastos públicos. O dispositivo eletrônico, que foi idealizado pelo TCE/RO, conta com o apoio de instituições públicas e privadas. Além do TJRO, integram a ferramenta o Governo do Estado, o Ministério Público estadual (MPRO), a Defensoria Pública do Estado, a Ordem dos Advogados do Brasil – Rondônia (OAB/RO), e a própria Federação do Comércio de Rondônia (Fecomércio), que afirmou o seu apoio ao TCE  em promover o aplicativo por meio de uma maior publicidade.

Na ocasião foram definidos uma aproximação maior entre as unidades de comunicação das duas entidades para realizar um trabalho conjunto de divulgação.  O aplicativo "Opine aí", que já está disponível ao cidadão, permite que qualquer pessoa se manifeste sobre os serviços públicos prestados, representando, assim, um avanço significativo para a melhoria da gestão pública no que tange à participação, proteção e defesa dos direitos dos usuários dos serviços públicos. Para baixar a ferramenta gratuitamente basta acessar o Google Play (acesse aqui) – para equipamentos Android e, no campo para pesquisa, digitar "Opine aí" ou "TCERO".

Ascom Fecomércio

segunda-feira, 9 de julho de 2018

INICIA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA ECOS NO SISTEMA FECOMÉRCIO-SESC-SENAC-IFPE

Foto: Alinne Paula/Senac
A sustentabilidade é um tema cada vez mais presente no dia a dia, e no Sistema Fecomércio não pode ser diferente. Tanto que foi criado o projeto integrado Ecos – Programa de Sustentabilidade CNC-Sesc-Senac que está sendo implantado nas federações do comércio e nos departamentos regionais do Sesc e Senac. O Ecos, criado em 2010 no Sesc, tem como missão planejar, propor, executar e apoiar ações que induzam à prática intersetorial e colaborativa da sustentabilidade nas atividades do Sistema. O programa tem os objetivos de mitigar os impactos socioambientais, otimizar o uso dos recursos das instituições e sensibilizar os funcionários. 

O programa, agora, está sendo implantado de forma integrada nas três instituições (Fecomércio e departamentos regionais do Sesc e Senac) de forma simultânea em Rondônia. Para tanto está sendo feito um treinamento, a primeira etapa, ministrado pelo autor do projeto e técnico do Sesc-departamento nacional, Mario Saladini, por Fernanda Ramos, assessora de Comunicação da CNC-Confederação Nacional do Comércio e integrante do Comitê Nacional do Ecos e Alexandre Santos, técnico da CNC. O projeto de implantação nas federações é uma parceria entre a Divisão Sindical e a Assessoria de Comunicação da CNC. A ideia é, futuramente, estender as ações também aos sindicatos, por meio das federações do comércio. Já no Sesc e no Senac, a implementação é de responsabilidade dos respectivos departamentos nacionais. São quatro etapas para a implantação: análise, capacitação, mapeamento e levantamento de indicadores e planejamento. Na primeira, é feita uma análise da estrutura organizacional das entidades e a definição de um grupo gestor. Em seguida, é realizada a capacitação dos profissionais, inserindo a instituição no contexto socioambiental contemporâneo e apresentando todos os procedimentos do Programa Ecos.

Na terceira etapa, é realizado um mapeamento dos aspectos e impactos ambientais da sede administrativa, o levantamento dos indicadores de consumo de água, energia, papel toalha, papel A4 e copos descartáveis, e a realização de um diagnóstico. Por fim, é elaborada uma proposta de Plano de Ação prevendo as providências a serem tomadas. Segundo Mario Saladini “Depois da execução das quatro etapas, encerramos este trabalho de cooperação técnica para implantação do Programa Ecos na sede de Rondônia”, explicou. A partir daí a CNC e os departamentos nacionais de Sesc e Senac acompanham a sistematização do programa por meio do Relatório Anual Ecos e do Plano Anual de Ação Ecos. Na abertura da capacitação o presidente Raniery Coelho fez questão de ressaltar “A importância de realizar um programa de sustentabilidade integrado de nossas instituições é indiscutível. Precisamos dar exemplo para a sociedade de uso coerente dos recursos e preocupação com o futuro de nossas organizações e do próprio mundo em que vivemos”.

Ascom

Postagens populares (5 mais recentes)