terça-feira, 3 de maio de 2016

Sesc oferece ao público Ji-Paranaense programação cultural gratuita

Espetáculo Réquiem para dois

Sesc Amazônia das Artes completa 9 anos de realização no estado de Rondônia 
A 9ª edição do Sesc Amazônia das Artes inicia no dia 7 de maio, no município de Ji-Paraná às 20h, no Teatro Dominguinhos. Um evento que promoverá espetáculos culturais gratuitos com artistas oriundos de nove estados que compõem a Amazônia legal. A programação será desenvolvida no período de 7 a 17 de maio.

O Projeto Amazônia das Artes promove a circulação e o intercâmbio de espetáculos de dança, teatro, shows musicais e exposição de obras de artes dos estados que pertencem à Amazônia Legal. Representando Rondônia, o grupo Imaginário apresentará o espetáculo Mulheres de Aluá que estreia a programação, dando sequência às 20h30 o espetáculo Pregões. No dia 8 o espetáculo vem do Amapá: “Malcriadas” da Cia Em Cena Ação; no dia 09 o espetáculo de dança “Réquiem para dois” do Amazonas; no dia 10, “Sotaque” do Piauí; dia 11 “Fiu-Fiu” do Mato Grosso; dia 12 o espetáculo será um musical: “Travessia”; dia 13 a apresentação vem de Tocantins: “Cantando e Cantando  te Contamos Viajando”; dia 15 será a vez dos Acreanos apresentarem sua performance com “Música de Brincadeira” e encerrando os espetáculos no dia 16 “Selfie” – MT.

Paralelo à mostra, acontece na sede do Sesc em Ji-Paraná uma exposição do artista Eder Oliveira: “Alistamento” que retrata o alistamento de jovens nas Forças Armadas, cujo o militarismo e a violência estão bem presentes nas obras produzidas em pinturas (óleos sobre telas), fotografias, objetos, vídeo e site-specific. A exposição ficará à disposição até o encerramento do projeto com visitação a partir das 8h30.  Já no Instituto Federal de Rondônia (Ifro), às 13h, acontecerão sessões de cinema onde serão exibidos filmes como: O Corpo Urbano” da cineasta Keila Serruya, “Arqueiros” de Thiago Briglia, “Chiaroscuro” - Daniel Drummond, “Ribeirinhos do asfalto” - Jorane Castro,  “Labirinto de papel” - André Araújo e Roberto Giovannetti, “Ouça-me” - André Araújo e Roberto Giovannetti – Palmas,  “Start –Dommer” - Francisco Crispim, “Ele sempre esteve certo” Luiz Marchetti, "Licor de Pequi” - Marithê Azevedo, “A Rosa” - Dominique Allan, “A Encantada do Brega” - Leonardo Augusto - Belém (PA).

O Sesc Amazônia das Artes está com novidades este ano, pela primeira vez o projeto será sedeado em Ji-Paraná e paralelo acontecerão apresentações também em Porto Velho. “Observamos a necessidade de expandir nossas ações e escolhemos Ji-Paraná por ser uma cidade estratégica que encontra-se em expansão. Futuramente teremos a maior unidade do Sesc no estado, e contará com todos os serviços que já oferecemos na capital” fala Raniery Araujo, Presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac-IFPE.

Ascom Sesc Rondônia

Postagens populares (5 mais recentes)